quarta-feira, 4 de junho de 2014

O tom da infância

“O tom da infância” caracteriza-se pela intensidade dos momentos internos dos personagens, a própria subjetividade entra crises e descobertas. O espírito, perdido no labirinto da memória, a autora usufrui de elementos narrativos e linguísticos concisos, próprios das estruturas poéticas. Notasse uma pulsão contínua, reajustando com o descompassar de momentos enfáticos, onde narrador e o consciente do autor mesclam para buscar o fio construtivos entres um capitulo e outro. uma sinuosidade narrativa entre momentos cênicos e estrutura textual, aproximando, assim, de uma narrativa bem contemporânea. A prosa de “O Tom de Infância” é leve, seu texto discorre com fluência e fluidez nos meandros da protagonista, na sua visão de mundo e interação com os demais personagens. Tudo isso revelou Fany Aktinol como mais promessa na prosa da geração de autores que vem mostrando seus trabalhos de maneira simples e, ao mesmo tempo, sútil. Um livro com texto sensível e imaginário, ora enfrentando ora diluindo-se aos incidentes reais. “O tom da infância”, de Fany Aktinol, é leitura recomendada para todos aqueles que são apaixonados por narrativas fluidas, rápidas, oscilando entre o intenso e o texto de leveza linguística. A leitura também é lúdica, quando o leitor tenta adivinhar o que a autora preparou páginas adiante e se surpreende com o que presencia, narrando seus anseios infantis de maneira ríspida e voraz.  Romance conectado com literatura contemporânea de autores brasileiros.


                                                                               Edson Moura   




“O tom da infância”, da Poetisa e Romancista Fany Aktinol. Seu livro fará parte do Projeto “Pilar Literário”. Iniciativa que tem o objetivo incentivar eventos artísticos-literário nos Distrito de Pilar, no Sertão Baiano.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário